Quarta-feira, 24 de Novembro de 2010

GWYDION - entrevista

 

 

Os Gwydion são o expoente máximo do Folk/Viking Metal em Portugal. Com a edição do álbum de estreia em 2008 a banda começou a ganhar algum reconhecimento a nível europeu. Em 2010 lançam o sucessor de Ynis Mon, intitulado Horn Triskelion, que serviu de pretexto a esta entrevista. Ruben, vocalista da banda, teve a amabilidade de responder às questões do Metalurgia Sonora.

 

 

Vocês são praticamente a única banda de Folk/Viking Metal em Portugal. Sentem alguma responsabilidade acrescida por esse facto?

Não. A responsabilidade é sempre a mesma, dar o nosso melhor seja em que situação for.

 

Visto não ser muito comum este tipo de sonoridades em Portugal, como surgiu a ideia de formar uma banda de Folk/Viking Metal?

Surgiu naturalmente, pois é um tipo de som que todos os elementos sempre ouviram com bastante afinidade. Como é óbvio, isso vem-se a reflectir cada vez mais com naturalidade nas nossas composições.

 

Os Gwydion já existem desde 1995, mas só em 2008 com a edição de Ynys Mon é que a banda começou a ter algum reconhecimento. Podes explicar-nos as razões desta demora?

Basicamente coincide com o lançamento do 1º álbum e a assinatura com a Trollzorn. Tudo isso abriu os horizontes da banda para além fronteiras.

 

Qual o significado do nome Gwydion e quais as razões que vos levaram a escolher para nome da banda?

Desde sempre, e refira-se bastante cedo, que temos um forte fascínio pela mitologia Celta e Nórdica. Sendo Gwydion um Deus ligado à magia e música, achamos na altura que seria um nome conveniente para a banda.

 

Com o vosso primeiro álbum conseguiram alguma projecção internacional. Como surgiu esse interesse?

Foi bastante simples. A Trollzorn ouviu o nosso trabalho no MySpace, gostou e ofereceu-nos uma proposta para assinar contrato.

 

A aposta no mercado internacional é para manter?

Sim. É sem dúvida uma das principais apostas.

 

Que tipo de estratégias vão utilizar para continuarem a conquistar terreno fora de Portugal?

As estratégias são as mais variadas, passando tanto pela componente de actuações ao vivo, como as de marketing através dos meios habituais efectuados por nós, a editora e a promotora.

 

Relativamente ao vosso último trabalho, Horn Triskelion, como tem sido a reacção por parte da imprensa e do público?

Não podia ter sido melhor. Estamos muito satisfeitos com todo o tipo de reacções, sejam elas vindas de fora ou cá dentro. Tudo isto já nos leva a encarar o próximo trabalho com acrescida responsabilidade....O que de certa maneira é extremamente gratificante.

 

Agora que passou algum tempo desde a edição do disco, estão satisfeitos com o resultado final ou alterariam alguma coisa?

Não. O que está feito assim fica, todas as ideias que se poderiam talvez aplicar ou não ficam reservadas para o futuro.

 

Está prevista alguma digressão europeia de promoção a Horn Triskelion?

Temos esse objectivo em mente. Assim que hajam novidades serão divulgadas.

 

Quais os vossos objectivos a curto e médio prazo?

Uma banda nunca se pode dar por satisfeita, pois a cada degrau que sobe tem-se sempre novas aspirações e objectivos. Nós estamos satisfeitos com os últimos resultados apresentados, mas isto é apenas o princípio. Esperamos que daqui a uns anos o nome Gwydion esteja entre as bandas de referência do género por toda a Europa e Mundo.

Mas o principal é continuarmos a gostar da música que fazemos e verificar que os nossos fãs se mantêm agradados com o nosso trabalho.


publicado por Metalurgia Sonora às 14:02
link do post | comentar | favorito
|

.pesquisar

 

.Vídeo em Destaque

AMORPHIS- "You I Need" Álbum: The Beginning Of Times; Nuclear Blast

.posts recentes

. NOVO ENDEREÇO

. NO SKY TODAY com novo víd...

. SHADOWSIDE divulgam novas...

. NEBULAH editam álbum de e...

. BRUTEFORCE lançam EP de e...

.links

.Parcerias

Hosted by imgur.com

.arquivos

Hosted by imgur.com Hosted by imgur.com
SAPO Blogs

.subscrever feeds

.Visitantes



forex trading Counters